Compartilhe esse Post
na suas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

“Alcance melhor performance nos negócios priorizando sua saúde”

Você se orgulha de ser considerado workaholic no seu ambiente de trabalho, pelos amigos e até por sua família? Antes um termo que indicava algum prestígio ou mérito, hoje pode ser um problema.

Nos últimos anos têm aumentado os debates a cerca da saúde do trabalhador nas empresas. Expressões como “Síndrome de burnout” (esgotamento físico, emocional e mental por razões profissionais) e a depressão fazem parte da pauta diária de especialistas e instituições preocupados em encontrar soluções para o que a Organização Mundial da Saúde (OMS) atribui como a principal causa de afastamentos do trabalho em todo o mundo até 2020.

Para se ter uma dimensão, o número de afastamentos vem custando mais de R$ 6 bilhões por ano só no Brasil, segundo levantamento do INSS (2012 a 2018). Para as empresas isso pode significar perda de produtividade e maior custo.

O que vai ser quando for mais velho?

Nesse contexto, os mais recentes dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que a expectativa de vida do brasileiro aumentou 3 meses e 11 dias, de 2016 para 2017. São 72 anos e 5 meses para os homens, enquanto para as mulheres 79 anos e 4 meses.

O que esses dois cenários querem dizer? Não só que teremos mais crédito de vida, mas que é urgente nos empenharmos em fazer melhor uso dele, tanto ou mais do que fazemos por nossas carreiras promissoras. 

Encontre tempo e mexa-se!

No mundo corporativo a gestão de tempo é crucial para realizar entregas dentro do prazo e, principalmente, com qualidade. Use esta habilidade para gerenciar a sua agenda de modo mais inteligente e inclua, com grau de relevância, a prática de atividades físicas.

Exercitar o corpo não só previne doenças como ajuda a tratá-las, sejam elas físicas ou mentais. Segundo uma publicação do Conselho Federal de Educação Física (Confef), um estudo realizado no Hospital das Clínicas de Porto Alegre, inserindo a prática de exercícios físicos três vezes por semana em pacientes com depressão, apontou a redução significativa dos sintomas.

Os exercícios físicos melhoram a função cognitiva e sensorial do cérebro porque eleva os níveis de oxigenação e fluxo sanguíneo no corpo favorecendo memória, concentração e capacidade de aprendizado.

Nossos executivos estão atentos aos benefícios dessa escolha e sabem que cuidar da saúde como um todo é garantir disposição física e mental para a continuidade do seu exemplar desempenho nos negócios. A exemplo disso, Roberto Grejo Jr, aos 48 anos é pai, praticante de corrida e ciclismo, leitor voraz e também CEO na ABE, à frente da supervisão e direção das áreas financeira, administrativa e comercial, além de conhecido influenciador no mundo dos negócios especialista em análises econômicas e transações corporativas. 

Deixe Seu Comentário